JORNAL FOLHA DE TAMANDARÉ
Rua Rolândia, 70 - Estribo Ahú | Curitiba - PR
(41) 3354.6674 - 9614.1787
folhadetamandare@folhadetamandare.com.br

SABOTANDO O BRASIL

A essa altura dos acontecimentos, com tanta bandalheira vindo à tona, já é possível imaginar o que os livros de história vão relatar quando se referirem aos episódios ocorridos no Brasil desde 64 até os dias atuais.

Imagino mais ou menos assim: No início da década de 60 formaram-se no Brasil grupos interessados em implantar doutrina comunista, grupos que iniciaram guerrilha em vários Estados e que foram treinados em Cuba, China e outros países comunistas.

Naquele momento, as forças militares se impuseram sobre os rebeldes e outras forças democráticas e iniciou-se um período regime militar que perdurou por cerca de vinte anos, neste período, como é comum em todas as ditaduras, houve um recrudescimento das imposições e o regime ditatorial infligiu sua vontade com uso da força e desrespeito aos direitos mais elementares dos cidadãos.

Também nesse período aqueles que pretendiam a implantação de regime comunista e contando com os erros e excessos do establishment de plantão, bem como, aliados a exilados políticos de toda ordem, aproveitaram para disseminar a ideia de que sua luta era pela redemocratização, houve uma grande polarização de um lado militares e de outro todas as forças antimilitares (comunistas e democratas).

Nos anos de 1.983 e 1.984 houve uma grande mobilização social em reivindicação por eleições diretas para Presidente da República, movimento que ficou conhecido como Diretas Já, apesar de frustrado, na eleição indireta que se seguiu, Tancredo Neves, um civil, derrotou o candidato Paulo Maluf apoiado pelos militares.

Antes de sua posse, Tancredo falece e o vice José Sarney assume a presidência do Brasil, com o país mergulhado em uma crise financeira e hiperinflação, após vários planos econômicos, eis que surge um salvador da pátria um candidato a presidente autodenominado caçador de marajás Fernando Collor de Mello, com o PRN um partido montado exclusivamente para atender seu desejo de chegar a presidência, vence a eleição a assume com ares de modernidade e legitimado por uma grande votação, confisca poupança, abre o mercado nacional e tomas uma série de medidas inusitadas, mas tudo não passava de fachada nas sombras PC Farias e outros prepostos praticavam a mais antiga e coronelista forma de política regada por uma boa dose de corrupção.

Inicia-se um processo de impeachment e para evitar a perda de seus direitos políticos Fernando Collor renuncia, assume seu vice Itamar Franco, nomeia uma série de Ministros de renome, entre eles Fernando Henrique Cardozo, cria-se o Plano Real e apesar de percalços iniciais, pela primeira vez em décadas o país experimenta a estabilidade econômica, o sucesso do plano econômico alça Fernando Henrique a condição de candidato a Presidência da República, vitorioso FHC mantém um governo de alguma estabilidade, muito criticado pelas privatizações de empresas públicas e a aprovação suspeita de uma emenda constitucional que permitiu a reeleição ao cargo de presidente.

Reeleito FHC, mantém a estabilidade da moeda, mas taxado de neoliberal, recebe muitas críticas da esquerda pelos poucos investimentos na área social.

Vem nova eleição presidencial e, em sua quarta tentativa, Lula da Silva, representando a esquerda de 64, ascende ao poder com promessa de dar atenção aos mais pobres e, segundo o próprio, obcecado por garantir três refeições ao dia para todos os brasileiros. Beneficiado pela estabilidade econômica e por uma bonança no mercado financeiro mundial Lula distribuiu fartamente os frutos plantados pela gestão que o antecedeu, criou programas, ditos sociais, de distribuição de renda que lhe trouxeram grande popularidade e reconhecimento, tudo junto e misturado, lhe garantiram a reeleição.

No início do segundo mandato, ainda com grande legitimidade e apoio popular, Lula deixa de realizar reformas essenciais (política, tributária, previdenciária e trabalhista entre outras) que poderiam cimentar as bases para construção de um grande país. Surge uma crise financeira internacional, mas voltado para a eleição de sua sucessora o Presidente Lula afirma que não passa de uma “marolinha”, as consequências não tardam a chegar, ao par da crise internacional Lula reluta em fazer cortes e reformas, ignorando o preceito que diz que bom programa de governo tem começo meio e fim, bem como orçamento e, ao contrário do que pregou durante muito tempo, mantém e aumenta o assistencialismo, facilita e incentiva o crédito possibilitando acesso a bens de consumo para as classes mais baixas.

Na onda dos BRICS, Lula elege sua sucessora Dilma Rulsef, conhecida como a mãe do PAC, Dilma recebe elogios e afirmações de que seria uma grande gerente para o Brasil. Na responsabilidade de gerir a gastança desenfreada iniciada por Lula, Dilma mantém governo populista e programas assistencialistas as condições econômicas mundiais se deterioram, no entanto apesar de uma disputa acirrada Dilma chega ao seu segundo mandato e quebra o País. Já reconhecida como a pior Presidente da história, Dilma sofre o processo de impeachment que está em curso.

Em todos estes anos nunca nenhum grupo político teve projeto de nação, todos almejaram somente o poder, em tempo algum se plantou reformas educacionais capazes de semear futuro melhor, reformas estruturais estão esquecidas, não há norte, a sabotagem venceu.

FILIADA À ADJORI - Associação dos Donos de Jornais e Revistas do Estado do Paraná
31 anos de circulação CNPJ: 05.241.886/0001-89 FUNDADOR: Antônio Rodrigues Dias (in memoriam)
DIRETOR-PRESIDENTE E JORNALISTA RESPONSÁVEL: Leônidas A. R. Dias - DRT 234/02/18v-PR
CHEFE DE REDAÇÃO: Jair Rodrigues Dias Júnior
DIAGRAMAÇÃO, ARTE E PRODUÇÃO: Exceuni - Aldemir Batista (41) 3657-2864 / 9983-3933 Tamandaré
Central de Computação Gráfica: Tel: (41) 3657-2864
REDAÇÃO E ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA: Rua Rolândia, 70 - Estribo Ahú
Curitiba-PR Cep.: 82560-110 - Tel.: 3354-6674 / 9614-1787.
E-MAILs: folhadetamandare@folhadetamandare.com.br | folhadetamandare@terra.com.br
SITE: www.folhadetamandare.com.br